Super Transado
Se acontece, está aqui

Jovem Dionísio fala do processo de criação e parceria com Clara Valverde em 'Amor de Cão'

Outubro 30, 2020


Jovem Dionísio fala do processo de criação e parceria com Clara Valverde em 'Amor de Cão'

Nesta sexta-feira, 30 de outubro, chega as plataformas digitais e ao YouTube a faixa, “Amor de Cão”, uma colaboração entre a banda curitibana Jovem Dionísio e a cantora Clara Valverde. Ouça!

“Amor de Cão” foi gravada durante o período de pandemia tudo a distância, todo processo de criação em conjunto foi criado através de videochamadas. O contato físico entre os artistas ocorreu apenas durante a gravação do videoclipe em Curitiba. Iago Mauad assina a Direção com Bianca Leal, e Léo Silva é responsável pela Direção de Fotografia. A faixa traz produção musical de Pedro Soares e Gianlucca Azevedo. A mixagem é de Pedro Peixoto e masterização de Pedro Soares. Assista!


Jovem Dionísio é composta por: Bernardo Pasquali, Rafael Duna, Gabriel Mendes, Bernardo Hey e Gustavo Karam.

Aproveitamos o lançamento e batemos um papo com a banda sobre o processo de criação, a parceria com Clara Valverde e quais as expectativas da banda para 2021. Confira:

 

ST)- Como foi o desenvolvimento de criação de “Amor de Cão”? Qual a mensagem que vocês querem passar ao público com o novo single?

Gustavo Karam – O Guilherme Mendes compôs esta música e postou no Instagram, o Bernardo Pasquali viu e curtiu bastante e na hora falou para produzi-la, que tinha ficado muito massa e tal, neste meio tempo estávamos conhecendo a Clara, e o Bernardo achou que esta faixa encaixaria muito bem com ela e a estética dela, enviou a faixa e deu muito certo, a Clara pirou com a música e entrou junto na composição. A ideia aconteceu na casa do Mendão, viu seus cachorrinhos filhotes brigando, brincando e sem a noção do amor de um pelo outro, e criou...  Se as pessoas ouvissem a canção sem saber deste processo, poderiam acreditar que foi composta para um casal, o que se encaixa também, muito bem.

 

ST)- O que este novo trabalho difere dos últimos lançamentos da banda?

Gustavo Karam  - A estética sonora ainda se comunica com as outras músicas, mas a principal diferença é que a gente fez uma faixa mais fofinha, bonita, lúdica, brilhante. A inspiração foi a Disney, era para soar mais fofa mesmo, esta palavra define bem.

 

ST)- Como surgiu a ideia de chamar a Clara para uma parceria? Como foi o processo de gravação do single?

Gustavo Karam  - A gente já conhece a Clara a muito tempo, a banda gosta muito do som “Samba do Moço Bonito”, combina muito com o nosso, e percebemos que o algoritmo do Spotify indicava a Jovem Dionísio para os ouvintes da Clara, e vice versa, e ficamos muito ligados nela. Quando lançamos “Pontos de Exclamação”, ela nos seguiu no insta e disse que curtiu a música, e conversamos um pouco... Foi aí que o B. Pasquali começou a falar com ela sobre a gente fazer uma música junto e foi bem recíproco o sentimento, era uma vontade grande das duas partes, foi muito legal. O processo de gravação, nós produzimos toda a música de casa e fizemos muitas chamadas de vídeo com a Clara, o Mendão apresentou um pedaço da composição e ela completou, e a gente foi trabalhado junto por vídeo, e trabalhando a distância, deu muito certo.

 

ST)- Tecnicamente a Jovem Dionísio é uma banda nova, mas com uma audiência bem significativa no Spotify, o que vocês acreditam neste alcance imediato?

Bernardo Pasquali – Na verdade a gente ainda não conseguiu entender muito bem o que está acontecendo, tudo é muito novo e recente, ainda estamos neste processo de entender porque os números aumentaram, apesar de tudo, a gente tá muito no começo, e isso deu aquele gás para gente continuar trabalhando, firme. Acreditamos que assim que acabar esta pandemia teremos mais trabalho ainda, com shows e coisas que a gente nunca fez antes..., mas é isso, a gente está bem otimista e animados para o futuro.

 

ST)- E quais as expectativas da Jovem Dionísio para 2021?

Bernardo Pasquali – É um pouco difícil de criar, para 2020 a gente teve algumas expectativas e todas elas foram superadas até a metade do ano, a gente não consegue se arriscar em criar, porque tá sendo tudo muito rápido e estamos muito felizes com tudo isso, é difícil processar o que acontece, mas temos muita coisa pra lançar, muita ideia maluca... mas agora estamos focados em como vamos lançar estas ideias e fazer tudo acontecer do jeito que a gente está imaginando, a resposta destes lançamentos não conseguimos prever, então, deixamos a vida levar, mesmo.

 

Créditos da imagem: Leo Silva


Mais Fotos