Super Transado
Se acontece, está aqui

Lia Sophia lança 'Não Vou Pedir Licença' com a participação especial de Zélia Duncan

Setembro 11, 2021


Lia Sophia lança 'Não Vou Pedir Licença' com a participação especial de Zélia Duncan

A cantora e compositora Lia Sophia lança o single Não Vou Pedir Licença nas plataformas de música. A gravação conta com a participação especial de Zélia Duncan e ganha vídeoclipe inédito. Ouça!

A música foi composta por Lia Sophia para o documentário Assim como o Ar, Sempre nos Levantaremos, que dá visibilidade a mulheres lésbicas, bissexuais, trans e travestis. A diretora pernambucana Clara Angélica entrevistou mais de 20 mulheres, mostrando seus medos, sua resistência e a luta dessa comunidade por seus direitos no Brasil, país que mais mata LGBTQIA+ no mundo. "A Clara Angélica me convidou para compor uma música pro documentário e me passou um pequeno briefing. Eu compus duas músicas e a escolhida para fazer parte da trilha do filme foi Não Vou Pedir Licença", relembra Lia Sophia.  

A ideia de convidar Zélia Duncan foi imediata, até por se tratar de um tema que as une. "Essa colaboração foi sonhada e desejada bem antes da composição dessa música. A Zélia Duncan é uma artista incrível e uma referência musical pra mim. Eu sou fã e já cantei muitas canções dela ao longo da minha trajetória. Com sua alma ativista e a potência da sua voz, Zélia extrapola os palcos e fala por pessoas que têm sido silenciadas. Ela tem lugar de fala e de canto para interpretar essa canção e o fez lindamente, com o coração na voz", pontua Lia Sophia. Zélia Duncan retribui: "Foi um prazer pra mim conhecer Lia Sophia e participar da trilha de um documentário que é tão importante para a nossa comunidade".

Ainda que a temática LGBTQIA+ sempre estivesse presente em seu trabalho, Lia Sophia vem dando mais visibilidade à causa em suas canções: "Silenciar é ser conivente. É muito representativo e importante que unamos as nossas vozes enquanto artistas, mulheres e lésbicas, para reverberar milhares de outras vozes de mulheres lésbicas, bissexuais, trans e travestis, para dizermos que não vamos pedir licença para existir", finaliza. O lançamento do single reforça ainda a importância de se fazer ecoar datas como Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, celebrado em 29 de agosto.

Pop com referências eletrônicas, Não Vou Pedir Licença foi produzida em três regiões brasileiras: Lia Sophia e Zélia Duncan gravaram as vozes no Space Blues, em São Paulo; em Recife, Guga Fonseca produziu a música e gravou teclados, synths, beats e contrabaixo, e Rogério Samico a guitarra. Já Mateus Estrela gravou os sintetizadores e percussões eletrônicas em Belém do Pará. A mixagem e masterização é de Alexandre Fontanetti.  


Mais Fotos