Super Transado
Se acontece, está aqui

Festival 12 Horas no Circo traz mais de 79 apresentações gratuitas no Dia das Mães

Abril 29, 2021


Festival 12 Horas no Circo traz mais de 79 apresentações gratuitas no Dia das Mães

No domingo dia 09 de maio, ocorre a primeira edição do Festival 12 Horas no Circo Fazendo Arte. O evento é gratuito e acontece no Dia das Mães. Capitaneado pela pedagoga e profissional da arte mágica, Lúcia Gomes, a atividade prevê 12 horas ininterruptas de espetáculos apresentados, de forma virtual. O evento começa às 12horas e termina às 24h, pelo Facebook. "Vamos reunir toda a magia do circo e tudo o que ele representa em nossas vidas e em nossos sonhos. O mágico que surpreende, o palhaço que diverte, as danças e as músicas que encantam. Com trilhas musicais inspiradas nos anos 70 e 80. Oportunizando um espetáculo virtual, repleto de entretenimento e números exclusivos, com muito mistério e magia. Para curtir com amigos, colegas e a família, numa grande homenagem ao circo, à arte e à cultura, no Dia das Mães", adianta Lúcia Gomes.

O Festival 12 Horas no Circo Fazendo Arte, reuniu mais de 90 artistas e profissionais do Circo, Palhaçaria, Ventriloquia, Mágicos, Músicos, Dançarinos e outros. Em função da pandemia todos se apresentaram, separadamente, no picadeiro, num trabalho de mais de 9 meses de envolvimento, até a finalização do projeto.

Entre os destaques, está o espetáculo de Tango com performance de Lúcia Gomes e Fernando Campani, cuja dança é realizada na grama. "Além de envolver uma complexidade corporal e cênica, essa apresentação têm um significado maior. Buscamos trazer nela, uma metáfora da vida, mostrando toda a conectividade que precisamos manter com a música, um com o outro, conosco e com a natureza. Somos inquietos e buscamos a criatividade e o desafio, em tudo o que fazemos", explica Lúcia.

E o famoso número do Globo da Morte, desta vez ganha um plus e tanto! Além das motocicletas fazendo o seu tradicional 'duelo', dentro do globo um espetáculo de mágica, desafiando a equipe do projeto. Trata-se de um número de escapismo, que inicia com Lúcia Gomes amarrando o mágico Mateus Di Macedo em uma camisa de força. Com uma moto, o experiente globista Alexandre Santos gira em seu entorno. E o mágico consegue libertar-se, em menos de 35 segundos. "Em tempos de pandemia, esse número também traz um grande significado", adianta a diretora do Festival. Lúcia afirma que essa apresentação será levada ao Guinness Book e deverá ser reconhecida, em publicação voltada para todos profissionais da mágica.

O Festival 12 horas no Circo Fazendo Arte foi realizado com recursos advindos da Lei Emergencial Aldir Blanc, com o apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Secretaria Estadual da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

 

Créditos da imagem: Sergio Gonzalez


Mais Fotos